Políticos furam fila da vacina e revoltam cidades do Nordeste


Júnior de Amynthas, prefeito de Itabi (SE), já foi vacinado contra covid. Em Jupi (PE), fotógrafo e secretária de saúde são investigados

Autoridades de cidades do Nordeste furaram a fila da vacina contra o novo coronavírus já na primeira semana da chegada do imunizante e geraram revolta entre os habitantes dos municípios.

Em Itabi (SE), a 134 quilômetros de Aracaju, o prefeito Júnior de Amynthas (DEM) quebrou o protocolo e já se vacinou, como informa reportagem da Record TV – o gestor não faz parte de qualquer grupo prioritário. A notícia revoltou moradores da cidade, que recebeu até agora 31 doses do imunizante.

O Ministério Público Federal notificou o prefeito e cobrou explicações imediatas sobre o caso. Júnior poderá responder pelo crime de prevaricação, com pena prevista de três meses a um ano.

No município de Jupi, no Pernambuco, a secretária de saúde e o fotógrafo oficial da prefeitura também são investigados por furar a fila da imunização. Guilherme, o fotógrafo, fez publicações nas redes sociais, nas quais teria recebido a dose da vacina, embora não pertença a grupos de risco. Junto a ele aparece Maria Nadir Ferro, responsável pela pasta da saúde.

O Ministério Público investiga o caso, mas após a repercussão o fotógrafo se defendeu afirmando que aquilo se tratava de uma brincadeira. A cidade administrada pelo prefeito Marcos Patriota (DEM) recebeu apenas 136 doses da vacina.

Em Natal, no Rio Grande do Norte, o prefeito Álvaro Dias (PSDB) chegou a anunciar que seria o primeiro vacinado contra a covid-19 no Estado, mas a repercussão negativa o fez voltar atrás na decisão.

FONTE: R7.COM

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();