Em plena pandemia Bruno Covas sanciona aumento de 46,6% do próprio salário passando de R$ 24,1 mil para R$ 35,4 mil


Em publicação do Diário Oficial do Município de São Paulo nesta quinta-feira (24), o prefeito Bruno Covas sancionou o projeto de lei que garante aumento de 46,6% ao próprio salário, passando de R$ 24,1 mil para R$ 35,4 mil. A Câmara Municipal já havia aprovado a mudança em dois turnos.

O Projeto de Lei nº 173/2018, que virou a Lei Nº 17.543, está previsto para entrar em vigor em 1º de janeiro de 2022. Além de reajustar o salário de Covas, também estabelece a previsão de que o salário do vice-prefeito seja de R$ 31.915,80.

Já o salário dos secretários municipais subirá de R$ 19,3 mil para R$ 30,1 mil, um porcentual de reajuste de 55%. O PSOL disse que vai entrar com ação para reverter a medida.

O salário do prefeito era visto como uma trava que impedia algumas categorias do funcionalismo público de receberem salários acima dos R$ 24,1 mil. Essas categorias vinham fazendo pressão junto a vereadores para a concessão do aumento. O salário do prefeito e do secretariado não tinha reajuste desde 2012.

FONTE: CNNBRASIL.COM.BR

Um comentário:

  1. O povo desta cidade NÃO pode aceitar um disparate deste, este sujeito que está prefeito de S. Paulo parece ser no mínimo um desajustado, ou, acabou de acordar de um coma não tendo ciência do que está ocorrendo no planeta terra.
    E os vereadores, pra que servem senão p/ ficar mudando nome de praças e ruas..?

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();