Candidato em Macapá é preso ao tentar comprar voto com sorvete


No momento da prisão, R$ 2 mil em espécie foram apreendidos com o suspeito

Uma tentativa de compra de voto inusitada foi registrada pela Polícia Federal (PF) na noite de sábado (5), em Macapá, capital da Amapá, na véspera das eleições municipais na cidade. Um candidato a vereador foi detido por tentar comprar votos com dinheiro e também com sorvetes.

Segundo a PF, o candidato foi levado para a Superintendência da PF pelo Ministério Público Eleitoral e pela Polícia Militar (PM). No momento da prisão, R$ 2 mil em espécie foram apreendidos com o suspeito. O nome do candidato detido não foi divulgado.

A Polícia Federal ainda informou que, após a apresentação, o candidato pagou fiança e foi liberado. O crime de oferecer dinheiro para comprar votos pode render pena de até 4 anos, além do pagamento de multa.

Vale lembrar que o artigo 41-A da Lei 9.504/1997, conhecida como Lei Eleitoral, destaca que é proibido ao candidato “doar, oferecer, prometer, ou entregar, ao eleitor, com o fim de obter-lhe o voto, bem ou vantagem pessoal de qualquer natureza”.

FONTE: PLENO.NEWS

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();