Áudio vazado mostra o presidente da CNN, Jeff Zucker instruindo a rede a publicar mentiras sobre o presidente Trump como louco, errático e usando esteróides.


O Projeto Veritas do jornalista investigativo James O'Keefe teve acesso à teleconferência conduzida por jornalistas da CNN aparentemente meses antes da eleição presidencial em novembro, e conseguiu vazar o áudio dessas ligações com os principais funcionários da CNN.

Na chamada matinal de 9 de outubro, o presidente da CNN, Jeff Zucker, pode ser ouvido dizendo à equipe que eles não devem "normalizar" o comportamento louco e "errático" do presidente Trump, que Zucker alega estar sofrendo de sintomas relacionados aos esteróides:

Só quero enfatizar que, sabe, acho que não podemos normalizar o que aconteceu aqui na semana passada com Trump e seu comportamento ... Este é um presidente que sabe que está perdendo, que sabe que está em apuros, está doente (com coronavírus), talvez esteja ligado, após efeito de esteróides ou não, não sei. 

Mas ele está agindo de forma errática e desesperada, e não precisamos normalizar isso ... Isso é o que esperamos nos últimos três anos e meio, quatro anos, mas é claramente exacerbado pelo tempo que estamos os problemas com os quais ele está lidando. E eu acho que não podemos simplesmente deixar isso ser normalizado. Ele está em todos os lugares e agindo de forma irregular, e acho que precisamos nos inclinar para isso.

Owen e Tom Pappert, do National File, reagem à ligação de James O'Keefe para Jeff Zucker durante sua teleconferência matinal na CNN para informá-lo de que o Projeto Veritas os está gravando há dois meses.

Zucker também foi pego instruindo seus funcionários a divulgar cada escândalo que o presidente Trump enfrentou na corrida para as eleições. “Cada um desses chamados escândalos para Trump. Cada uma dessas coisas, devemos apenas mais uma vez ter o cuidado de dizer que é isso que vai destruí-lo com seus eleitores ”, disse Zucker.

“Não sei por que esperaríamos que qualquer um desses políticos tivesse uma consciência e / ou que a política não fosse completamente hipócrita”, disse Zucker na teleconferência da manhã de 21 de setembro. “E para nós esperar qualquer outra coisa seria ingênuo.” O contexto desta chamada não é claro, mas com o momento, pode estar relacionado à substituição do falecido juiz Ginsburg na Suprema Corte por republicanos do Congresso.

Zucker pode ser ouvido em várias ligações dizendo que eles não deveriam relatar notícias que favoreciam o presidente Trump, como a investigação de desmascaramento do procurador-geral Bill Barr, já que são apenas "manchas infundadas" e precisam ir "muito atrás" da senadora Lindsey Graham para defendendo o presidente Trump após a eleição.

Na primeira fita, o Projeto Veritas revelou que a CNN havia recebido ordens do Partido Democrata para encobrir as contestações jurídicas do presidente Trump sobre a legitimidade da eleição. Conforme relatado pelo Arquivo Nacional :


No áudio do Projeto Veritas, o correspondente especial da CNN Jamie Gangel diz: 

“Tenho ouvido a mesma coisa tanto de republicanos que não vieram para parabenizar Biden, mas também daqueles que o fizeram e dos democratas que o fizeram e dos democratas, e isso é que temos que ser, você sabe, as organizações de notícias têm que ser muito cuidadosas e muito responsáveis ​​em não dar a Trump uma plataforma muito grande sobre ele não conceder, porque eles sentem que a transição pode prosseguir. ”

“E você sabe, além dos briefings de segurança nacional, que são essenciais para começar agora, eles simplesmente não querem que exageremos que Trump não está deixando o cargo”, diz Gangel a respeito do Partido Democrata ...

A produtora de campo da CNN Stephanie Becker vai recomendar que a rede crie uma narrativa de que a recusa de Trump em fazer a transição seria o mesmo que deixar os ataques terroristas de 11 de setembro acontecerem: “Então, se você quiser um exemplo bom e concreto do que acontece quando você não tenha uma boa transição, bem, olhe para as torres gêmeas. ”


FONTE: INFOWARS.COM

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();