Argentina quer legalizar o aborto e o papa não se manifesta


Infelizmente o maligno não sossega, quando perde um ataque já perpetra outro. Me refiro à decisão do governo esquerdista da Argentina, país irmão com vasta fronteira com nosso o Brasil e sólidos laços comerciais, culturais e de amizade. A Argentina apresentou ao Parlamento um Projeto de Lei legalizando o aborto, como prometera em campanha para Presidência.

Esse fato é mais uma desgraça que ronda nosso continente, assassinatos de crianças nunca podem ser vistos como avanço social. Afinal, onde o pecado impera, todas as outras coisas vão mal. A vida é o bem mais precioso que Deus nos deu, portanto temos de lutar com todas nossas forças para impedir que esse mal se alastre. 

Façamos uma corrente de oração e eu, como deputado federal, procurarei contato com colegas argentinos para nos unirmos numa corrente pela vida. Precisamos esvaziar essa pretensão do governo, isso necessita ser reprovado no parlamento.

Espero para breve um severo pronunciamento do papa Francisco a esse respeito, até por ser Argentino e conhecer bem o clero do país. As igrejas evangélicas que sempre se declararam contrárias à aprovação do aborto, também deveriam se manifestar.

Para nós, o interesse é tão importante quanto o dos irmãos argentinos. Se aprovado lá, com certeza, haverá um grande fluxo de mulheres brasileiras que se aproveitarão da facilidade de acesso ao país vizinho para se submeterem a intervenções que são proibidas em nosso país.

Finalizo pedindo a Deus que ilumine nossos colegas parlamentares argentinos e recusem esse projeto maligno. Que Ele derrame as mais escolhidas bênçãos celestiais a todo povo argentino.

FONTE: PLENO.NEWS

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();