Justiça manda Olavo de Carvalho pagar R$ 2,9 milhões a Caetano Veloso após escritor chamar cantor de pedófilo em post

 Escritor não obedeceu liminar que ordenou remoção de acusações de pedofilia postadas contra cantor

O escritor Olavo de Carvalho foi condenado a pagar em até 15 dias R$ 2,9 milhões a Caetano Veloso, pela juíza Renata Gomes Casanova de Oliveira e Castro, da 50ª Vara Cível, do Rio de Janeiro. A multa se deve ao não cumprimento de uma liminar para que Carvalho removesse as acusações de pedofilia postadas em suas redes sociais contra o cantor, em 2017.

Se não houver o pagamento voluntário, haverá acréscimo de multa de 10%, bem como protesto de título judicial, informou o Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro (TJRJ).

A liminar para a remoção das postagens nas redes sociais foi deferida em novembro de 2017. A ordem deveria ser cumprida em 48 horas, sob pena de multa diária de R$ 10 mil. Mas, apesar de ter sido pessoalmente intimado em sua casa, nos Estados Unidos, em fevereiro do ano passado, o escritor não apagou as publicações.

A ação movida por Caetano Veloso foi julgada procedente em setembro do ano passado. Olavo foi condenado a retirar as postagens ofensivas e a pagar, na época da sentença, R$ 40 mil por danos morais. A ação já transitou em julgado, não cabendo mais recursos quanto ao seu mérito.

LEIA TAMBÉM: 

ENQUETE: SE A ELEIÇÃO PRESIDENCIAL FOSSE HOJE, EM QUEM VOCÊ VOTARIA PARA PRESIDENTE? VOTE E COMPARTILHE!

O valor da ação referente à condenação pelos danos morais foi atualizado e depositado judicialmente em agosto, no valor de R$ 65.966,78. Mas Carvalho ainda tenta impugnar o valor da multa e interpôs um agravo de instrumento que será julgado pela 12ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio, ainda sem data prevista.

*Estadão

ENTENDA O CASO

Ele tinha 40 anos, ela tinha 13. Essas eram as idades de Caetano Veloso e Paula Lavigne quando tiveram a primeira relação sexual. O episódio que gera debate, até hoje, não foi o único capítulo polêmico do relacionamento que virou casamento, passou por divórcio e superou os problemas para viver ainda uma reconciliação.

A história do relacionamento entre Caetano Veloso e Paula Lavigne teve revelação em revista masculina, processos judiciais e outros detalhes que provam uma afirmação que a produtora de cinema deu em entrevista ao site ‘Último Segundo’, em 2010: “Nada é fácil quando se está com Caetano”.

Ele tinha 40 anos, ela tinha 13. Essas eram as idades de Caetano Veloso e Paula Lavigne quando tiveram a primeira relação sexual. O episódio que gera debate, até hoje, não foi o único capítulo polêmico do relacionamento que virou casamento, passou por divórcio e superou os problemas para viver ainda uma reconciliação.

A história do relacionamento entre Caetano Veloso e Paula Lavigne teve revelação em revista masculina, processos judiciais e outros detalhes que provam uma afirmação que a produtora de cinema deu em entrevista ao site ‘Último Segundo’, em 2010: “Nada é fácil quando se está com Caetano”.

REVELAÇÃO

Fotografados juntos pela primeira vez em 1986, Paula Lavigne e Caetano Veloso tinham, respectivamente, 17 e 44 anos. Eles tinham se conhecido quatro anos antes, nos bastidores de uma peça de teatro em que ela tinha atuado.

Anos depois, em 1998, Paula Lavigne deu uma entrevista bombástica – para a época e pelo conteúdo – à revista ‘Playboy’. Na conversa, ela revelou ter perdido a virgindade aos 13 com Caetano, na festa de aniversário pelos 40 anos dele.

As informações vazaram antes que a edição daquele mês de agosto chegasse às bancas e provocaram escândalo. Perguntada sobre a veracidade das declarações, Paula Lavigne admitiu, à Folha, que era tudo verdade mesmo e ainda disse ter ficado irritada com o vazamento, que, segundo ela, teria tirado a história de contexto.

“Fica muito estranho destacar aquelas declarações de um contexto de 20 perguntas. Se você perguntar se eu falei, eu falei. É tudo verdade. Da forma como foi colocado, dormi produtora e acordei cafetina”, afirmou a produtora de cinema.

Na época, Paula Lavigne ainda disse que se arrependeu de ter contado a situação. “Eu me arrependi de falar. Não falo mais, em entrevistas, de minhas intimidades. Se eu pudesse, eu me processaria”, acrescentou.


CAETANO VELOSO ACUSADO DE PEDOFILIA

Embora a revelação tenha acontecido há mais de 20 anos, as circunstâncias da perda da virgindade de Paula Lavigne ainda ronda o casal.

Em 21 de outubro de 2017, uma hashtag acusando Caetano Veloso de pedofilia entrou nos assuntos mais comentados do Twitter.

Ela foi disseminada pelo escritor Flavio Morgenstern, militante do Movimento Brasil Livre (MLB), que acabou condenado a indenizar o casal, que entrou na Justiça contra ele. Na época, a 9ª Câmara Cível do Rio de Janeiro determinou indenização no valor de R$ 120 mil.

A decisão ainda determinava que a rede social deveria retirar os posts, o que não foi cumprido no prazo e gerou multa de R$ 220 mil no caso.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();