URGENTE: ‘Efeito colateral da vacina chinesa pode ser pior que a Covid-19’, diz neurocirurgião


 Em entrevista ao programa Pânico, o médico Paulo Porto de Melo afirmou que ‘pessoas podem morrer’ com os efeitos provocados pelo imunizante

Em entrevista ao programa Pânico desta quarta-feira, 21, o neurocirurgião Paulo Porto de Melo falou sobre os riscos e efeitos colaterais da Coronavac, a vacina contra o novo coronavírus produzida pela empresa chinesa Sinovac em parceria com o Instituto Butantan. Nesta semana, o imunizante chinês se tornou alvo de polêmicas com o anúncio, realizado pelo ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, de que estaria em curso uma negociação para a compra de 46 milhões de doses da vacina. Após uma grande repercussão do acordo, o governo federal optou por recuar na decisão nesta quarta-feira, 21.

Durante a conversa, o neurocirurgião opinou sobre a controvérsia. “Primeiro precisamos entender que o processo de construção da medicina se dá passo a passo. Não é possível imaginar que exista uma vacina pronta em outubro para uma doença alastrada em março ou abril. Segundo dados de um estudo desenvolvido na Universidade Stanford, na Califórnia, estima-se que a taxa de letalidade global da covid-19, incluindo o Brasil, é de 0,3% e que cerca de 10% da população mundial foi infectada pela doença. 

Sendo assim, ainda temos 90% das pessoas suscetíveis ao vírus. O índice de efeito colateral da vacina chinesa, por sua vez, é de 5,37%, ou seja, quando colocamos esses 5% de chances de efeito colateral sobre a porcentagem da população brasileira que ainda não foi infectada, com certeza, vai morrer gente.” 

Paulo Porto de Melo comparou o índice de efeito colateral da Coronavac ao da vacina contra a poliomielite. “O público pode pensar que 5,37% é uma taxa baixa, mas representa, por exemplo, cem vezes mais chances de efeitos colaterais do que a vacina contra a pólio, que tem uma taxa de 0,05%. Por isso, talvez a vacina contra covid-19 mate ou prejudique mais gente do que a própria evolução da doença. 

LEIA TAMBÉM: 

China fecha acordo com a Sueca AstraZeneca para fornecer vacina contra covid-19 para população chinesa

Nós, médicos brasileiros, sabemos tratar a doença. Temos tratamentos para as fases precoce, intermediária e avançada então, por que vamos correr para fechar a economia ou lançar vacinas sem, ao menos, entender suas complicações a longo prazo?”, questionou.

O médico repercutiu também o estudo brasileiro desenvolvido por grupos das Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e Universidade de São Paulo (USP), divulgado nesta semana, que comprova que o coronavírus é capaz de infectar células do tecido cerebral. “O vírus vai para o cérebro sim, mas não representa um grande terror. 

Até 1/3 dos pacientes infectados pela covid-19 terão sintomas neurológicos, sendo eles, por exemplo, dores de cabeça, alterações no olfato ou paladar, dores musculares, ou seja, sintomas totalmente reversíveis. No entanto, a possibilidade de alguns pacientes desenvolverem, por exemplo, um Acidente Vascular Cerebral (AVC), não é excluída. A gravidade do sintoma neurológico acompanha a gravidade do quadro de covid-19 e isso ressalta a importância do diagnóstico precoce”, concluiu.

Confira a entrevista com o neurocirurgião Paulo Porto de Melo





FONTE: JOVEMPAN.COM.BR

16 comentários:

  1. Não aceitamos essas falsas Vacinas e reunir um Tribunal Internacional contra a ChinaVirus e maldades pelo mundo.

    ResponderExcluir
  2. Essa vacina parece que tem mais influência política do que preocupação com a saúde do povo.
    Então, apliquem primeiro em todos os políticos, começando pelo Dória. Se eles não adoecerem funciona...se morrem, estamos livres da corrupção!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo plenamente com você

      Excluir
    2. Kkkkkkkkkk concordo totalmente primeiro os políticos dão o exemplo se vacinem, se não morrerem nós vacinamos, se morrerem aí foi feito uma faxina nos congressos,há não esquecer dos políticos do STF eles também têm quê tomar a vachina Kkkkkkkkkk, lá vai ser pior pois só tem gaguejando Kkkkkkkkk imaginem se eles morrerem, aí não precisaremos fechar nem stf e nem congressos Kkkkkkkkkk.

      Excluir
    3. Concordo plenamente com tds, pois as vacinas são totalmente politicagem e uma ordem da nova ordem mundial.

      Excluir
  3. Isso é a maior besteira toma a vacina quem quiser.

    ResponderExcluir
  4. O seus merdas, não quer tomar, não toma. Foda-se seus bostas. Quem dera est merda de doença infectasse somente os imbecis que propagagam estas asneiras. Bando de quadrúpedes.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O sintomas da doenca ja apresentou em vc...neurologico kkkkk

      Excluir
    2. Em breve vc vai nos dar razão. Deus te abençoe!

      Excluir
  5. Interessante, nos testes nada disso foi relatado, por que agora iria acontecer?! É repugnante a politicagem. Essa vacina foi aplicada aqui no RS, em uns a vacina é em outros o placebo, sem saber o que receberam e não tem nenhuma notícia que comprove o que foi dito por esse médico.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem, sim!! Você NÃO se informa e acusa os outros, o Dr. Paulo Porto de mentiroso??? Foi o próprio Responsavel pela vacina quem informou isso. Ana Paula da Jovem Pan tb comentou a respeito dos 5,37% testados que apresentaram EFEITOS ADVERSOS!!!! Vai ler e pesquisar ANTES de comentar pra NÃO acusar outros de serem mentirosos!!! O médico quer ALERTAR!!! Mas se quer, vá tomar!

      Excluir
  6. Os médicos brasileiros estão prontos e preparados pra tratar e curar essa doença?! Agora eu pergunto, quanto por cento da população brasileira tem acesso à essas tais médicos em específico, incluindo a população desde à baixo da linha da pobreza? E dessa porcentagem que não tomar a vacina quantos irão e adoecer para transmitir à outros que acabaram morrendo? E as vacinas que também são criadas e produzidas pela mesma empresa chinesa em parceria com nosso Butantã devem ser descartadas após erradicarem com eficácia tantas doenças e salvar milhões de vidas no Brasil sem distinção de classe social ou qualquer outo tipo?!

    ResponderExcluir
  7. Todos os médicos sabem fazer o tratamento correto. Até pq a maioria dos médicos têm 3 ou 4 locais onde atendem. O médico do SUS é o mesmo q atende na clínica particular. Mas no SUS ele é OBRIGADO a seguir o protocolo da prefeitura ou do governo estadual. Se não seguir pode ser demitido e até processado. E a maioria desses protocolos manda dar só azitromicina e dipirona e orientar o paciente a só retornar se sentir falta de ar, daí já está na fase complicada, q precisa internar e até às vezes entubar. A população não tem a menor ideia do que os médicos são obrigados a aguentar calados

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();