Vice de Biden adversário de Trump já espalhou fake news para criticar Bolsonaro


Um ano antes de ser anunciada como candidata a vice-presidente da República dos Estados Unidos pelo Partido Democrata, Kamala Harris foi ao Twitter para fazer a alegria da esquerda brasileira: criticar Jair Bolsonaro.

Em postagem publicada em agosto de 2019, ela culpou o mandatário brasileiro pela “devastação” da Floresta Amazônica.

De acordo com ela, o presidente do Brasil deveria responder pela situação da região. Sem apresentar dados em relação a isso — e divulgando apenas recortes de imagens de uma selva em chamas — a senadora aproveitou para espalhar duas fake news.

Isso porque ela afirmou que a Amazônia é responsável por 20% do oxigênio de todo o planeta, e que a floresta é a morada de um milhão de indígenas.

As fake news

  • Oxigênio. Diferentemente do que foi propagado há um ano por Kamala Harris, a equipe do site National Geographic garantiu, após ouvir cientistas, que a “contribuição real da Amazônia para o oxigênio que respiramos provavelmente gira em torno de zero”;
  • Povos indígenas. A agora candidata a vice-presidente dos Estados Unidos parece não ter problemas em fazer afirmações sem ter, no entanto, conhecimento de causa. Isso porque a Fundação Nacional do Índio (Funai) destaca que, segundo o Censo de 2000, o Brasil não tem sequer 1 milhão de indígenas. Na ocasião, a população era de 817,9 mil (somando com a população presente nos centros urbanos).
Com informações, Revista Oeste

FONTE: tercalivre.com.br

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();