Inteligência do governo diz que o Comando Vermelho abriga no RJ “mercenários da África e Europa Oriental” com experiência militar para treinar e armar a facção criminosa.

Comando Vermelho vira preocupação do governo Bolsonaro – entenda
Informações sobre a facção constam em relatório de inteligência

Relatório de inteligência do governo diz que o Comando Vermelho abriga no Rio “mercenários da África e Europa Oriental” com experiência militar para treinar e armar a facção criminosa.

A organização é a maior facção do tráfico da capital fluminense. A inteligência do governo estima que a organização já possua um exército de 30.000 faccionados com braços no Acre e no Amazonas.

O arsenal do CV estaria em 5.000 fuzis. “Enquanto o STF conduz a política de segurança pública no Rio, o crime vai aumentando o efetivo e se especializando.

Com seus braços no Norte, ele controla a cadeia da droga no Brasil. É uma Farc em criação, que pode sair do controle do Estado”, diz uma fonte do governo.

Há meses atrás o STF proibiu a Polícia do RJ de fazer operações nas comunidades e logo após no dia 17 de agosto o STF proibiu a Polícia do RJ de usar helicópteros sobre comunidades, a PM diz que o STF criou uma zona de conforto para os traficantes do RJ.

Proibições do STF beneficiou traficantes, sendo que diante dos relatórios da inteligência sobre mercenários a PM está de mãos atadas pelo STF e os traficantes protegidos pelo STF.

FONTE: VEJA.ABRIL.COM.BR

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();