Fim da mamata! Bolsonaro corta 60% da verba da Globo

Revisão da verba para emissora foi promessa de campanha.
Jair Bolsonaro durante o debate eleitoral na Rede.
A Rede Globo tem amargado um grande prejuízo financeiro desde que o presidente Jair Bolsonaro assumiu o cargo, em 2019. Um levantamento da Folha de S. Paulo mostrou que a emissora perdeu cerca de 60% da verba publicitária, comparando entre os governos de Michel Temer, em 2018, e o início da gestão Bolsonaro, em 2019.
O corte financeiro contra a emissora dos Marinho, chamada por Bolsonaro de “inimiga”, foi promessa de campanha, que acabou sendo cumprida.
LEIA TAMBÉM:

Fim da mamata! Bolsonaro corta 60% da verba da Globo

Ainda no final de 2019, durante uma live, Bolsonaro lembrou o que havia prometido: “Acabou essa mamata, não tem dinheiro público para vocês, acabou a teta”.

Neste mesmo período, a RecordTV e o SBT viram o aumento do investimento em publicidade oficial da Secom (Secretaria de Comunicação da Presidência). A emissora do bispo Edir Macedo subiu de 31% para 43% do valor aplicado.
Já o SBT pulou de 30% para 41%. A Rede Globo sentiu o baque ao perder mais da metade do que costumava ganhar, caindo de 39% para 16% do total de verbas federais destinadas à propaganda.

À Folha de S. Paulo, a Secom alegou que não levou em conta somente a audiência das emissoras para distribuir as verbas. O órgão disse que também considerou o perfil do público e o custo dos espaços publicitários.
FONTE: PLENO.NEWS
'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();