Brasil dá sinais de recuperação econômica mais rápida que outros países

Pandemia afetou a economia brasileira, mas não deve deixar cicatrizes muito profundas.

A pandemia de coronavírus causou sérios danos nas economias mais consolidadas do mundo. Os impactos nos países emergentes como o Brasil também foram enormes.

No entanto, as medidas emergenciais tomadas pelo governo Jair Bolsonaro, com medidas de transferência de renda, impulso ao crédito a empresas e aumento de liquidez no sistema financeiro posicionaram o Brasil numa situação melhor em relação aos outros emergentes.

Na última quarta-feira, em uma apresentação para investidores do Bank Of America, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, voltou a afirmar que o cenário brasileiro segue desafiador.

Os números apresentados até agora, no entanto, mostram que, pelo menos inicialmente, o colchão feito por aqui foi eficiente.

Na ótica do PIB, a projeção da recessão brasileira, na casa de 5,6% segundo perspectivas do mercado financeiro deve ser um dos menores tombos dos emergentes, perdendo apenas para a Índia e, estendendo aos Brics, para a China, que deve terminar o ano com crescimento econômico.

Em 2021, a economia brasileira deve crescer em linha com os outros emergentes, destaca a revista Veja.

FONTE: RENOVAMIDIA.COM.BR

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();