Breaking news

Auxílio emergencial do governo Bolsonaro foi responsável pela manutenção da economia em municípios mais pobres, diz estudo da UFPE

Um estudo realizado pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) mostrou que o auxílio emergencial de R$ 600 do governo federal foi responsável por manter a economia ativa durante a pandemia em municípios de menor renda e Produto Interno Bruto (PIB) e alta vulnerabilidade.

De acordo com um dos autores do estudo, as regiões Norte e Nordeste tiveram maior impacto com o recebimento do benefício.



“Se for olhar o impacto sobre o PIB ou sobre a massa de rendimentos das famílias, tem vários municípios de estados do Norte e do Nordeste que se beneficiam bastante, como o Pará e o Maranhão. No estudo, a gente apresenta uma relação desses estados, onde tem [lugar] que o impacto sobre o PIB do estado chega a ser mais de 8% e, em nível de município, tem alguns que chega a ter impacto de 27%”.

A declaração é do professor de Economia da UFPE, Ecio Costa.

Confira a íntegra do estudo clicando AQUI.

FONTE: conexaopolitica.com

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();