Rio: Crivella segue decreto de Bolsonaro e decreta igrejas como serviço essencial e templos poderão reabrir para cultos e missas

O prefeito do Rio, Marcelo Crivella, anunciou nesta segunda (25) que publicará um decreto em edição extra no Diário Oficial incluindo igrejas e outros templos religiosos entre as atividades que não têm qualquer restrição para funcionamento na cidade. As missas e cultos, no entanto, deverão seguir algumas orientações sanitárias.

Os templos precisarão disponibilizar álcool gel, garantir a distância mínima de dois metros entre frequentadores e o uso de máscara obrigatório para o acesso e permanência nos templos. 


A mesma regra vale para atividades externas aos cultos.
O decreto não proíbe a presença de idosos nem pessoas com comorbidades, mas diz que, presencialmente, pessoas com 60 anos ou mais, que tenham diabetes, câncer e outras doenças devem dar preferência a cultos online.
O prefeito disse que permanecerá com o comércio fechado ainda esta semana e irá analisar sobre a reabertura econômica na cidade a partir da próxima semana. O prefeito adiantou, no entanto, que os primeiros serviços liberados deverão ser lojas de automóveis, de venda de imóveis e academias.

O prefeito também anunciou a volta dos treinos coletivos dos clubes a partir de junho, ou seja na semana que vem, mas deixou em aberto a possibilidade de os jogos só voltarem em julho, como era o plano da Prefeitura.

Com o desejo dos clubes de retomar as partidas sem público o quanto antes, ficou decidido na reunião de domingo que será feita uma análise da curva de contágio em meados de junho.

Fonte: conexaopolitica.com.br

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();