Respiradores comprados pelo governo Witzel não servem para combater covid-19, enquanto isso pessoas morrem por irresponsabilidade do governador

O governo do Estado do Rio recebeu, na sexta-feira (8), 52 dos 1.000 respiradores comprados para tratar a covid-19, mas grande parte dos aparelhos não servem para o tratamento da doença.

A encomenda fazia parte da compra feita pelo grupo que foi preso na quinta (7), em operação realizada por suspeita de obtenção de vantagens na compra emergencial de respiradores do governo do Estado.


Segundo o portal Pleno News, o produto, descrito como Ventilador Astral 100, é diferente do equipamento que constava no processo, cuja descrição era ventilador pulmonar microprocessado para suporte ventilatório de pacientes adultos, pediátricos e neonatais. Segundo especialistas, o item entregue não é recomendado para o tratamento da Covid-19.
“Eu, se fosse responsável pelas compras de ventiladores hospitais, não compraria esse para ventilação avançada para doença tão grave que afeta tantos pulmões como a Covid-19”, disse o médico intensivista Rogério Silveira.

Procurada, a Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou que, após suspeita de inúmeras irregularidades e o não cumprimento dos prazos, irá cancelar os contratos com empresas ARC Fontoura e MHS. A secretaria disse ainda que vai reaver todos os valores gastos através de meios judiciais.

FONTE: CONEXAOPOLITICA.COM.BR

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();