POLÍCIA FEDERAL INVESTIGA DESVIOS DE DINHEIRO EM COMPRAS HOSPITALARES NO PARÁ

A Polícia Federal deflagrou, na manhã desta segunda-feira (11/5), a Operação Expurgo para investigar a aquisição de 152 respiradores e 1.580 bombas de infusão, comprados com defeito da China no valor de 50,4 milhões de reais pelo governador do Pará, Helder Barbalho (MDB).

Na ação, em conjunto com o Ministério Público Federal (MPF), foram cumpridos 7 mandados judiciais em Macapá/AP, nas residências de empresários, e na sede da Secretaria Municipal de Saúde de Santana/AP (SEMSA/PMS).



Segundo nota da Polícia Federal, verificou-se durante a investigação que a contratação de empresa especializada para a prestação de serviços de limpeza, conservação e higienização em ambiente hospitalar e com fornecimento de material e equipamentos, para atender as necessidades da SEMSA/PMS, foi realizada por meio de dispensa de licitação, pelo valor de mais de R$ 1,8 milhão, oriunda de Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) celebrado com o MPF.
Apurou-se ainda, que empresários foram aliciados para participarem de esquema em fraude à licitação, por meio de apresentação de propostas com valor acima do mercado, com o objetivo de direcionamento do certame à determinada empresa já previamente escolhida.

O empresário Glauco Guerra que intermediou a compra dos equipamentos foi preso na sexta-feira (07/05) pela Polícia Federal mediante mandado expedido pela Justiça do Rio de Janeiro, onde ele também realizou vendas de equipamentos hospitalares. O estado do Pará registrou até o momento cerca de 7.256 casos de pessoas infectadas pelo vírus chinês e 652 óbitos.

*Com informações de Polícia Federal e RomanaNews

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();