China bloqueia 500 respiradores comprados pelo governo Doria, cada respirador custou R$ 183.000

Equipamentos essenciais no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus foram bloqueados no aeroporto de Pequim.

A China bloqueou a chegada de 500 dos 3 mil respiradores adquiridos pelo governo de São Paulo e que seriam destinados a UTIs (Unidades de Terapia Intensiva). Os equipamentos, essenciais no tratamento de pacientes infectados pelo novo coronavírus, foram bloqueados no aeroporto de Pequim. A informação é do jornal O Estado de S. Paulo.

A Grande São Paulo é o epicentro da doença no estado e tem quase 90% dos leitos de UTIs públicos ocupados. Segundo dados da Secretaria Estadual da Saúde, divulgados na quinta-feira (7), o índice de ocupação de 89,6% na região metropolitana. Em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o secretário estadual da Saúde, José Henrique Germann informou que 3.767pacientes estão internados no Estado em unidades de terapia intensiva.
O governador de São Paulo, João Doria, comentou o bloqueio dos respeiradores em coletiva de imprensa desta sexta-feira (8), no Palácio dos Bandeirantes. "Não é um problema exclusivo do governo do estado. O ministro Nelson Teich também relatou esse problema", afirmou Doria.

"Os respiradores são os equipamentos mais requisitados, aumentou o preço e diminuiu a oferta, temos um escritório em Shangai e foi reestabelecido um cronograma para a chegada dos respiradores", afirmou Doria. Segundo o governador, uma parte dos equipamentos deve chegar até 30 de maio. "Autorizei a busca por outras fontes que possam ser utilizadas nesse momento de urgência."

Fonte: r7.com

Um comentário:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();