Em meio a PANDEMIA, Rodrigo Maia impede partidos de destinarem o fundão Eleitoral de R$3 bi para a saúde, dinheiro daria pra comprar 200 mil respiradores

A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados acaba de decidir não acatar o destaque apresentado pelo partido Novo à PEC do Orçamento de Guerra para destinar os recursos do fundo eleitoral para o enfrentamento à Covid-19.



A Mesa entendeu que o destaque não pode ser admitido “por falta de pertinência temática” e descartou a possibilidade de o assunto ser tratado no âmbito da PEC que deverá ser aprovada ainda hoje, virtualmente, pelos deputados.

Mais cedo, em coletiva, Rodrigo Maia desviou de pergunta sobre esse destaque, dizendo apenas que a aprovação da PEC era importante para garantir as condições necessárias para que o Executivo gaste durante a pandemia.



“Isso é um absurdo”, disse o líder do Novo na Câmara, Paulo Ganime, a O Antagonista.


Um comentário:

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();