CORONAVIRUS: Justiça libera mais de 2.500 presos, assassinos e até estupradores de crianças da prisão


Ao todo, foram liberados 2.500 presos e transferidos para prisão domiciliar.

Segundo o Ministério Público, por volta de 2,5 mil presos do Paraná deixaram a cadeia por causa da pandemia do novo coronavírus, entre eles havia até criminosos perigosos condenados por homicídios e estupros.



A medida, que vem sendo falada nos últimos dias, estima a liberação de presos do dito grupo de risco, que possuem mais de 60 anos ou possuem doenças crônicas, e mudança para o regime de prisão domiciliar.

LEIA TAMBÉM: 

"Esposa de Dilma Roussef " desviou R$ 45 milhões para campanhas de Dilma de 2010 e 2014, diz Delcídio Amaral em Delação Premiada


Entre os macabros casos de presos liberados estão:

“Um homem de 60 anos, de Bela Vista do Paraíso, no norte do Paraná, condenado pelo estupro de duas crianças, de seis e oito anos, sendo uma delas filha dele, teve a progressão de regime concedida por causa da idade”.

Em Curitiba, um homem que seria líder de uma facção criminosa foi colocado em regime domiciliar no fim do mês passado, mesmo não estando no grupo de risco. Ele foi condenado por roubo, porte de armas e organização criminosa.



Em Maringá, um outro detento, agora condenado por latrocínio (roubo seguido de morte) e tráfico de drogas e condenado a mais de dez anos de cadeia, recebeu a progressão de regime.

E a bizarra lista se arrasta com estes perfis.

Fonte: G1


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();