Decreto de Witzel atinge cristãos e igrejas proibindo padres e pastores pregar que homossexualismo é pecado

Texto do governador do RJ traz punições para quem "discriminar" homossexuais,decreto esse que impede qualquer cidadão de discordar de homossexuais com pretexto que discriminação.

Na noite deste sábado, o deputado federal Marco Feliciano (sem partido-SP) utilizou suas redes sociais para criticar um decreto do governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel. O texto, publicado no Diário Oficial na quarta-feira (19), define punições para os “estabelecimentos e agentes públicos ou privados que discriminem pessoas por preconceito de sexo, identidade de gênero ou orientação sexual”.



O decreto regulamenta um lei aprovada no estado em 2015. Para o parlamentar, no entanto, a medida torna ilícita que padres ou pastores defendam o homossexualismo como pecado. Ele disse ainda que entrará na Justiça contra a legislação.

LEIA TAMBÉM: 

15 de março: Protestos atendem à sugestão do general Heleno! Bolsonaro está sendo chantageado pelo congresso


– Denúncia: O governador Wilson Witzel fez o que nenhum esquerdopata teve coragem até hoje! Por meio do Decreto 46.945 de 18/02/20, na prática tornou ilícito qualquer padre ou pastor pregar que homossexualismo é pecado! Tal decreto é inconstitucional! Tomarei providências judiciais – escreveu.

Fonte:  pleno.news


Um comentário:

  1. https://www.google.com/url?sa=i&url=https%3A%2F%2Ftwitter.com%2Fconexaopolitica%2Fstatus%2F875311569663643650&psig=AOvVaw3b8dxdSm0CdaZSAYjGYdjU&ust=1582804119646000&source=images&cd=vfe&ved=0CAIQjRxqFwoTCIjy-fqS7-cCFQAAAAAdAAAAABAD

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();