Ex-governador da Paraíba Ricardo Coutinhoe mais 34 pessoas são denunciados por desvios de dinheiro da saúde na PB

MP ofereceu denúncia após investigação no âmbito da Operação Calvário que revelou esquema de desvio de R$ 134,2 milhões da Saúde e de outras áreas.

O Ministério Público do Estado da Paraíba denunciou 35 pessoas, entre elas, o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB-PB), duas deputadas estaduais e cinco ex-secretários e um ex-procurador, sob a suspeita de envolvimento em propinas de R$ 134,2 milhões da Saúde e de outras áreas.

O ex-governador, que comandou o Estado entre 2011 e 2018, teve sua prisão decretada, no dia 17 de dezembro do ano passado, quando foi deflagrada a Operação Calvário.


No dia da ação, o ex-governador estava no exterior e chegou a figurar na lista de procurados da Interpol. Ele se entregou no dia 20 e foi solto no dia seguinte por ordem do ministro Napoleão Nunes Maia, do STJ.
Os denunciados são acusados de participar da "estruturação de um modelo de governança regado por corrupção e internalizado nos bastidores dos poderes Executivo e Legislativo do Estado da Paraíba, o qual se destacou, com maior intensidade, a partirda ascensão do denunciado Ricardo Coutinho ao governo estadual", de acordo com a denúncia.

Para se blindar de fiscalização do Tribunal de Contas do Estado, o grupo teria pagado propinas e utilizado contratos de ‘advocacia preventiva’ ou de ‘advocacia por êxito’ para ocultar a movimentação dos valores.


A denúncia feita por meio do Procurador-Geral de Justiça, promotores integrantes do Grupo de Atuação Especial contra o Crime Organizado (Gaeco) e da Comissão de Combate aos Crimes de Responsabilidade e a Improbidade Administrativa (CCRIMP), da Paraíba.

Fonte:  r7.com

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();