Brasil sobe no ranking das potências militares mundiais


A revista GlobalFirepower faz há 14 anos um elaborado ranking de 137 países com base em seus respectivos poderios militares.

De acordo com o levantamento de 2019, o Brasil subiu uma posição, alcançando a posição de 13ª no ranking mundial das potências militares.

As Forças Armadas do Brasil ultrapassaram o regime islâmico do Irã, permanecendo como a principal força militar da América Latina.


O estudo considera tamanho das Forças Armadas em pessoas e veículos, o orçamento para Defesa, sua infraestrutura e sua geografia.

Pela ordem, no ranking das potências militares do GlobalFirePower, estão à frente do Brasil:

Estados Unidos;
Rússia;
China;
Índia;
França;
Japão;
Coreia do Sul;
Reino Unido;
Turquia;
Alemanha;
Itália;
Egito.
Na comparação com as demais nações latino-americanas, de acordo com os números da GFP, o Brasil tem uma ampla vantagem bélica.


Com um efetivo de 334,5 mil militares na ativa (15.º do ranking) e 1,34 milhão na reserva (7.º do ranking), as Forças Armadas do Brasil têm 1,67 milhão de pessoas que podem servir o país em uma eventual guerra, informa a Gazeta do Povo.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();