Comissão aprova texto que torna nepotismo indicação de parente a embaixadas


A Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara aprovou hoje uma proposta do deputado Roberto de Lucena que proíbe o nepotismo na administração pública federal.

O Projeto de Lei 198/19 recebeu uma emenda do relator, Kim Kataguiri, que transforma em nepotismo a nomeação de parente de autoridade para os cargos de ministro de Estado e embaixador.


Jair Bolsonaro já anunciou publicamente que indicará o filho Eduardo para o posto de embaixador do Brasil em Washington. O cargo não precisa ser ocupado por um diplomata.



Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();