Trump assina projeto que ajuda cristãos vítimas do terrorismo islâmico

Líderes religiosos afirmam que as pessoas já começam a sentir a diferença.

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, assinou na terça-feira um projeto de lei que vai ajudar as vítimas do genocídio cometido pelo Estado Islâmico. A iniciativa animou líderes religiosos e ativistas de direitos humanos.

O projeto intitulado por “Lei de Socorro e Responsabilidade do Genocídio no Iraque e na Síria” pode impulsionar os esforços para ajudar os cristãos e outras minorias religiosas que foram vitimadas através dos crimes cometidos pelo grupo extremista islâmico nesses países.


“Esperamos que isso signifique o início de um tempo de ajuda para as nossas minorias e que aponte para os responsáveis por tudo o que aconteceu de injusto”, disse Bashar Warda, em entrevista ao Christian Post. O padre iraquiano é responsável pela ajuda a milhares de cristãos deslocados no Curdistão.

Ele conta que a situação era difícil porque o único apoio a esses cristãos em situação de crise vinha da própria igreja e suas organizações. Mas, desde agosto, houve grandes mudanças, com a chegada do enviado especial do vice-presidente dos EUA para supervisionar o programa de ajuda no norte do Iraque.

“Todas as cidades ainda têm muitas casas destruídas e incendiadas que precisam ser limpas e restauradas. Além disso, agora que a estrada acaba de ser aberta para a cidade de Batnaya, os moradores podem finalmente voltar”, comentou.



“As pessoas estão começando a ver a diferença. Ainda estamos aguardando alguns dos projetos mais importantes que apresentamos, mas entendo que começaremos a ver o financiamento para esses programas antes do Natal”, concluiu.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();