Lula tenta fugir da juíza Gabriela Hardt

Em petição protocolada na noite de segunda-feira , a defesa do presidiário Lula questionou o TRF-4 sobre quem é o juiz natural para julgar o ex-presidente, após o pedido de férias e, posteriormente, a exoneração de Sergio Moro.
Segundo a defesa de Lula, a juíza substituta Gabriela Hardt, que presidiu a audiência de oitiva do ex-presidente, no último dia 14, não tem jurisdição para proferir a sentença do caso.

Para a defesa do presidiário, a exoneração do ex-juiz Sergio Moro altera o Juiz Natural do caso, uma vez que sua vaga será preenchida mediante concurso público, segundo informações do Paraná Portal.


A estratégia de afastar o juiz responsável pela ação já foi utilizada pela defesa do líder do PT durante o período em que Moro estava à frente do caso.

Após a prensa que o ex-presidente levou da magistrada Hardt durante o depoimento, conforme noticiou a Renova Mídia, a tentativa de fugir do alcance da juíza não é tão surpreendente.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();