Haddad criou o KIT GAY para crianças serem homossexuais

Lembram-se do material preparado pelo Ministério da Educação, sob o comando de Fernando Haddad, para ser veiculado nas escolas? Um deles fazia a apologia da bissexualidade: dizia que um bissexual tem 50% a mais de chance de ter com quem sair no fim de semana já que gosta de meninas e meninos. Bem, não dando para consertar o pensamento, conserte-se a matemática: teria 100% a mais de chance. Outro filme tratava da personagem “Bianca”, uma “transgênera” (como diz Laerte). 


E ali se defendia o “direito” de usar o banheiro feminino. Os filmes resultaram tão primitivos e prosélitos que Dilma Rousseff vetou. Foi mais um dos esforços de Fernando Haddad em favor da educação e do bom uso de recursos públicos.

No kit gay ensina como as crianças a transar e mostra passo a passo como chegar no orgasmo, ensina também que menino pode ser menina e menina pode ser menino.


Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();