Investigado, Temer prepara criação de 6.000 cargos para a Polícia Federal

Projeto será enviado na semana que vem

Postos são para fronteiras e aeroportos.

Investigado, Temer prepara 1 afago para a Polícia Federal. O governo deve encaminhar uma proposta de lei para o Congresso na semana que vem que cria 6.000 novos cargos na corporação e garante novas prerrogativas de função. Os novos postos serão de policiais fardados para atuar em assuntos transestaduais, como fronteiras e aeroportos.

O assunto foi tratado entre o presidente e o diretor da PF Fernando Segovia na manhã de 2ª (15.jan.2o18), em reunião fora da agenda oficial. 

O encontro foi agendado pelo ministro da Justiça, Torquato Jardim. Tanto o Ministério da Justiça, quanto o do Planejamento já teriam dado aval à proposta, que foi criada durante o governo FHC e nunca colocada em prática.

Na manhã de 3ª (16.jan), representantes de associações ligadas à PF se reuniram na superintendência da corporação, em Brasilia, para discutir a proposta. Eles terão uma semana para dar sugestões. As propostas serão, então, analisadas e incluídas na minuta a ser encaminhada ao Congresso pelo governo.
Temer deve responder até esta 4ª (17.jan) às 50 perguntas da Polícia Federalsobre irregularidades na edição de 1 decreto sobre o setor portuário.

Procurado, o Planalto informou que não iria comentar o assunto.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();