Bolsa dispara e dólar cai após TRF-4 manter condenação de Lula

Ibovespa alcançou pela primeira vez na história patamar de 83.114 pontos, ao passo que o dólar está em queda de 2,40%, cotado a R$ 3,15.

Assim que o desembargador Leandro Paulsen, presidente da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4), concluiu a leitura do segundo voto pela condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, os mercados renovaram o tom positivo, bom humor que aliás contagia os investidores desde as primeiras horas da manhã.



Às 16h50, o Ibovespa, índice com as principais ações negociadas na Bolsa de Valores de São Paulo, a B3, rompeu a marca histórica de 83 mil pontos, chegando a 83.382,16 – alta de 3,35%. Os papéis da Petrobras, por exemplo, valorizaram 7,3%.
O dólar, por sua vez, está em queda de 2,40%, cotado a R$ 3,15, marcando a valorização do real diante da moeda norte-americana.

Mais cedo, o otimismo em relação a uma possível condenação de Lula fez a bolsa brasileira superar pela primeira vez na história o patamar de 82 mil pontos. Por volta das 14h50, o Índice Bovespa subia 1,81%, aos 82.135,38 pontos, e o dólar recuava 1,32%, sendo cotado a R$ 3,19.



“Mas a alta também é especulativa, com os investidores aproveitando para comprar no embalo do mercado, que começou a subir também com o avanço dos futuros em Nova York”, ponderou, à reportagem, um operador de renda variável, acrescentando que o dólar mais fraco no exterior é outro favorável hoje para os mercados acionários de países emergentes.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();