Barra Mansa decreta que alunos façam orações nas escolas e Deputado Jean Wyllys disse que isso é um retrocesso na Educação

A cidade de Barra Mansa, no Rio de Janeiro, decretou que os estudantes da rede pública devem cantar os hinos do país e da cidade. Em seguida devem fazer a oração de Pai Nosso no intervalo das aulas.

Na ordem de serviço número 8, decretada no início deste mês, o secretário Vantoil de Souza Jr alega que a escolha do Pai Nosso é “por ser universal, aceita pela maioria das manifestações religiosas”.

Ao ficar sabendo da notícia o Deputado federal Jean Wyllys disse que isso é um retrocesso em pleno século 21.

Aqueles alunos que não quiserem participar deste momento precisam apresentar uma declaração por escrito dos pais. Enquanto os outros estudantes estiverem cantando e orando, o estudante aguardará na sala de aula.
“Se ele não confessa aquela religião e não quer participar daquele momento, pode esperar na sala de aula”, afirmou Vantoil ao O Globo. “O Supremo Tribunal Federal já decidiu sobre o ensino confessional. Estamos normatizando algo que já foi decidido”, justifica.

Mesmo criticado, Vantoil defende a iniciativa: “Em educação física você não aprende somente como é jogar bola. Você joga bola. Colocamos o Pai Nosso porque o católico, o evangélico e o kardecista praticam. Mas quem não confessa tem liberdade para não fazer. Não é obrigatório”.

“Defendemos a pluralidade. Na minha secretaria mesmo existem funcionários das mais diversas religiões. Estamos defendendo que esse tempo no intervalo seja utilizado para valorizar símbolos patrióticos e a fé no lugar dessas manifestações musicais que fazem apologia a um monte de troços estranhos”, declarou Vantoil, que afirma ser evangélico.

Ele lembra ainda que a Constituição Federal fala sobre Deus e que um crucifixo está presente no Congresso Nacional.

Sobre os hinos, o decreto estabelece uma “escala”: o hino nacional será cantado na segunda; o hino de Barra Mansa na terça-feira; a quarta-feira o da Independência; quinta o da Bandeira e na sexta-feira é o tema da Proclamação da República:


“Percebemos que as crianças não sabiam cantar nem o hino nacional no Sete de Setembro. É um incentivo”, finaliza o secretário.

Um comentário:

  1. Deputado vá procurar a sua turma e deixe os religiosos em paz seu cuspidor.
    Espero que o povo do estado da Bahia veja o quanto vc. Foi inútil para nosso povo.
    e coloque vc. no seu devido lugar.
    Fora carniça.
    O Brasil e o mundo não precisa de pessoas que não tem amor ao próximo como vc.
    Precisa de pessoas que de incentivo a religião seja ela qual for.
    Porque todas procuram a paz

    ResponderExcluir

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();