Câmara cassa mandato de Eduardo Cunha

Eduardo Cunha, ex-presidente da Câmara dos Deputados, foi cassado às 23h50 desta segunda (12).
450 deputados votaram contra o peemedebista e 10 a favor. Houve 9 abstenções. Com a decisão, ele também perde os direitos políticos até janeiro de 2027.
Cunha foi cassado por mentir para a CPI da Petrobras. Em março de 2015 ele negou, ter "qualquer tipo de conta" no exterior —frase dita meses antes de vir à tona a existência de dinheiro atribuído ao peemedebista na Suíça.

O processo de cassação do deputado durou 314 dias, desde que foi instalado no Conselho de Ética da Câmara em 3 de novembro de 2015.

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();