Senadores da comissão especial debateram relatório do impeachment

A comissão especial do Senado destinada a analisar o processo de impeachment da presidente Dilma Rousseff realizou nesta quinta-feira (5) sessão para discutir o parecer apresentado pelo relator Antônio Anastasia (PSDB).

Nesta quarta (4), o parlamentar apresentou o relatório sugerindo a instauração do processo de impeachment. Mais cedo, nesta quinta, a AGU, ministro José Eduardo Cardozo, foi quem apresentou a defesa da presidente Dilma. Na avaliação de Cardozo, Anastasia que foi levado por "paixões de partidos", em razão de o senador ser de um partido de oposição ao governo.

Ao todo, a sessão desta quinta durou quase sete horas. O início da sessão foi às 10h52 e o término, às 17h48. Cerca de 30 senadores se inscreveram para debater o relatório do senador Antônio Anastasia. No entanto, sete deixaram de se manifestar por estarem ausentes, o que antecipou o fim da sessão.
Nesta sexta-feira (6), o colegiado deve se reunir a partir das 10h para votar o parecer que recomenda a abertura do processo pelo Senado.

Antes da votação, líderes partidários terão direito a cinco minutos de exposição para encaminhamento de bancadas. O presidente da comissão, Raimundo Lira (PMDB-PB) estima que dez líderes utilizem esse tempo e a votação inicie entre meio-dia e 13h.
“Acho que vai ser uma sessão tranquila como a realizada hoje [quinta-feira], que sempre tem muita cordialidade”, opinou Lira.

Depois do encaminhamento dos líderes, os senadores votarão por meio de sistema eletrônico. A votação é aberta, ou seja, os votos de cada senador serão de conhecimento público.

O presidente da comissão do impeachment no momento  não descarta dar “poucos  segundos” para que os senadores declarem seus votos.

Fonte:http://g1.globo.com/politica/processo-de-impeachment-de-dilma/noticia/2016/05/senadores-da-comissao-especial-debatem-relatorio-do-impeachment.html

Nenhum comentário

'; (function() { var dsq = document.createElement('script'); dsq.type = 'text/javascript'; dsq.async = true; dsq.src = '//' + disqus_shortname + '.disqus.com/embed.js'; (document.getElementsByTagName('head')[0] || document.getElementsByTagName('body')[0]).appendChild(dsq); })();